• Conexões para o sucesso


    As pessoas estão mais conectadas do que nunca por meio das redes sociais, mais o networking continua negligenciado.

    Nunca foi tão fácil, como hoje, fazer networking. As redes sociais, os smartphones e os notebooks garantem comunicação eficiente em qualquer tempo e lugar. Com eles, ficou mais fácil encontrar uma pessoa, entrar em contato e iniciar um relacionamento profissional. Mas, apesar da alta conectividade do mundo, boa parte dos profissionais ainda descuida da construção e manutenção de sua rede de conhecidos. Uma parcela da culpa é da própria tecnologia, as pessoas substituíram parte do que faziam pessoalmente, no café do corredor da empresa ou no happy hour, por interações digitais whats app, twitter, facebook ou telegrama.
    Mas o fato é que o hábito de sentar e conversar com as pessoas e criar vínculos consistentes está sob ameaça. A questão é mais séria entre os jovens. Algumas companhias já detectaram que alguns profissionais que ingressaram no mercado de trabalho recentemente têm maior resistência a situações coo chamar o chefe para conversar e menos habilidade para tecer os lações do networking eficiente. “Só existe networking se Você cria um vínculo coma as pessoas que quer conhecer, se elas sem lembram de você quando telefonar para elas.”

    Os mais velhos levam vantagem com relação ao tipo de relacionamento que têm com seus pares, pautado por um maior grau de intimidade. Em contrapartida, não costumam se sentir confortáveis em buscar o relacionamento com pessoas desconhecidas e não tem hábito de usar ferramentas tecnológicas para registrar e organizar listas de contatos. Seja pela sobrecarga de trabalho, seja pela acomodação, muitos negligenciam a rede de contatos. A partir de certa idade, cultivar relacionamentos é ainda mais crítico para uma recolocação profissional.
    O networking não é uma prática momentânea, que se encerra após a listagem e organização de sua série de contatos. Fazer networking é uma atitude que exige convivência e traz benefícios para todas as partes. Você se relaciona onde quer que esteja: na fila do banco, no lançamento de um livro, numa ONG, em palestras, na cozinha trocando receitas ou até na porta do colégio dos filhos. Mas como aproveitar essas oportunidades para construir um networking eficaz? A questão, então é, buscar o networking correto, que use tecnologia de maneira inteligente e ética para desenvolver relacionamentos reais e de benefícios mútuos fora da rede.

    O PASSO A PASSO DAS REGRAS DA VIDA EM REDE

    1.  CONTANILIZE O SEU CAPITAL SOCIAL – Mesmo quem não pratica o networking de forma consciente tem sua rede de relacionamento. Para saber o tamanho dela, comece a listar os seus contatos – amigos, parceiros de trabalho, ex chefes, colegas de trabalho etc. Pesquise agendas novas e antigas, cartões de visitas, fotos, convites de formaturas e e-mails trocados.
    2.   NÃO MIRE SÓ O ALTO – Não selecione apenas profissionais de cargos altos para sua rede. Procure pessoas que estão na mesma posição que você, com desafios semelhantes. Isso vai favorecer a ajuda mútua e o acesso a informações relevantes para o seu posto.
    3.     ORGANIZE-SE – Transcreva tudo que souber ou vier a descobrir de seus contatos e das pessoas que gostaria de adicionar à sua rede. Nome completo, aniversário, telefone, endereço físico e eletrônico, além de informações que podem ajuda-lo a retornar o contato em ocasiões futuras. Isso o auxiliará a ser atencioso e a não causar gafes, trocando os nomes e se esquecer com quem está falando.
    4.  SEJA PROATIVO – Tome a iniciativa de fazer visitas, telefonar, marcar encontros. Aproveite oportunidades de convivência: frequente de vez em quando o happy hour de trabalho, participe de palestras e cursos de atualização na sua área. Nesses eventos, também vale a pena identificar outras pessoas que estão sozinhas e puxar conversa. Se não puder comparecer, mande um e-mail agradecendo o convite.
    5.    COMO ABORDAR UM CONTATO NOVO – Uma estratégia é pedir para um conhecido para que faça a apresentação. Se não houver um intermediário, procure se informar com antecedência o máximo possível sobre as atividades do seu alvo. Assim, vai ficar mais fácil puxar conversa comentando sobre algo que lhe chamou atenção no blog dele, numa entrevista que ele deu ou mencionando que tem acompanhado o trabalho dessa pessoa. Outra estratégia é citar pontos de convergência, como amigos ou interesses em comum. Também é muito eficaz um PITCH de elevador, mencionando, nome, empresa em que trabalha, problema que resolve e solução para problemas.
    6.      E PELA INTERNET? – Numa rede social, nunca convide um desconhecido apenas para aumentar o tamanho da rede. Se for fazer um primeiro contato virtualmente, escreva uma breve introdução ao seu convite. De forma resumida, envie uma mensagem e explique por que gostaria de adicionar aquela pessoa e peça permissão. Se tiver e puder mencionar conhecidos em comum, melhor ainda. Depois, procure a pessoa para marcar uma conversa e se apresentar pessoalmente.
    7. AS MELHORES REDES SOCIAIS – Para pesquisar contatos, montar e organizar sua rede o Linkedin costuma ser a ferrramenta favorita. Ela facilita a busca por perfis profissionais e segmentos, já que os participantes podem compartilhar seus currículos. O Twitter permite um jeito ágil de cultivar sua rede, porque os posts curtos não consomem tanto tempo e existe um clima de abertura para as pessoas se comunicarem. O twitter também pode aumentar sua visibilidade em atrair novos contatos, pois há possibilidade de encaminhar os posts para terceiros por meio dos membros de sua rede.
    8.    É DANDO QUE SE RECEBE – O networking é um jogo em que todos ganham, portanto, não use sua rede apenas em benefício próprio – retribua. Para contar com o apoio dos demais num momento de necessidade, esteja disponível para ajudar, mesmo aquelas pessoas que não integram diretamente a sua rede. Procure responder as dúvidas dos colegas, dê sugestões de como solucionar um problema, faça a ponte entre duas pessoas. Sua atitude positiva é um investimento de longo prazo.
    9.    SEJA REFERÊNCIA – Ter um blog ou difundir informações por meio do Linkedin ou twitter são boas formas de atrair pessoas que se identificam com o que diz. Se você se sente capaz de produzir conteúdo de qualidade sobre a atividade que exerce, pode se transformar em referência em determinado assunto, ganhando credibilidade e visibilidade.

    Veja também o artigo Sua imagem no Linkedin

  • 0 Comentários:

    Vamos teclar no Whatsapp?

    Clique ao lado e mande sua mensagem! Vou te atender tão breve receba o seu contato.

    LOCALIZAÇÃO

    Rio de Janeiro, Brasil

    EMAIL

    contato@luetilneto.com.br
    luetil.neto@gmail.com

    TELEFONE

    +55 (21) 964 557 814

    CELULAR

    +55 (21) 964 557 814